terça-feira, 15 de novembro de 2011

Sampa Parte IV - Jardim Zoológico

Esse é o meu derradeiro post sobre a nossa viagem a São Paulo, espero poder voltar lá, mas só daqui a um ano para reencontrar Zan ou a passeio!

O único passeio que conseguimos fazer foi ao Jardim Zoológico. Eu não sou muito fã, fico com dó dos bichinhos presos, acho que eles não são felizes, enfim... Mas, criança adora e é uma oportunidade para eles verem de "perto" alguns animais que não são vistos rotineiramente.

O meu príncipe Mateus ultimamente anda encantado por leões... Assistiu a alguns desenhos (Simba, Madagascar e Bichos unidos jamais serão vencidos) e vive rugindo feito um leão, coisa mais linda. Ele está craque, cada dia faz melhor, rsrs. Por isso, achamos que ele merecia visitar esse local, até porque o lindinho estava se comportando tão direitinho nos restaurantes, clínicas, hotel, shopping (umas fugidas de vez em quando, porque ele adora correr e algumas manhas no carro, na rua... Mateus se acha... Isso merece um post à parte!).

Então, a expectativa era essa: encontrar o leão. Nós acordamos cedo (como de costume), tomamos café e nos arrumamos para sair. Pegamos um taxi (#caropracaramba#longepradedéu#) e seguimos ao local desejado. Eu nunca tinha ido ao zoo de São Paulo (já falei, né, não gosto...). É enorme. E muito bonito também. Uma beleza para Mateus correr livre, leve e solto! Ele adorou. Ficou encantado com cada animal que viu. Demonstrava deslumbramento até com os sapos (blergh!) e pássaros. Adorou ver as girafas e o lobo. Curtiu os ursos, os jacarés, o tigre, a onça, as cobras, os macacos ("'tive' até gorila, mamãe!") e adorou o passeio. Mas, e o leão? Tava dormindo... Aquele safado mal mexia as orelhas... Mateus o viu, acho que ficou um pouco desapontado, era uma fêmea... Cadê a juba? Não era o Simba, era a Nala...

O balanço do passeio: uma delícia, nem nos sentimos cansados. Curtimos cada momento de admiração do nosso pequeno. Ele estava realmente feliz. E meu príncipe Lucas? Onde estava esse rapaz? Curtiu tudo no carrinho, mamou, tirou um longo cochilo e sorriu, sorriu muito com as travessuras do irmão mais velho.








Olha só o sorriso que eu ganhei no fim do passeio! Coisa mais linda...


Um comentário: